Dicas da Carrossel

Alimentação Infantil | 3 Passos para melhorar a alimentação do seu filho

crianças, alimentação saudavel, carrossel kids
carrosselkids
Escrito por carrosselkids

Quem é mãe sabe que com a alimentação infantil não se pode brincar. O cuidado deve ser redobrado, pois ela é decisiva para a saúde e desenvolvimento da criança. Neste artigo, listamos os vilões da alimentação e também o que deve ser incluído para complementar as refeições da criança. Vamos lá!

A importância da alimentação infantil saudável

A fase de crescimento é, sem dúvida, uma das mais importantes na vida. Deve-se ensinar e implantar a alimentação saudável. A principal dificuldade de mães e pais é, justamente, conseguir colocar na mesa apenas alimentos saudáveis, porém, em muitos casos, falham nessa missão.

É importante lembrar que o exemplo consiste no método mais eficiente nestes casos. É quase inviável conseguir introduzir alimentos saudáveis na alimentação infantil se a criança só vê os pais comendo guloseimas e demais alimentos não saudáveis. Para colocar a reeducação alimentar em ação é necessário incluir toda a família.

De acordo com estudos do Nutri Brasil Infância, a alimentação infantil no Brasil é preocupante e merece atenção. Segundo a organização, os pequenos brasileiros consomem por dia mais de 70% da quantidade de açúcar recomendada pela OMS – Organização Mundial da Saúde, apenas no lanche.

A má alimentação de hoje, resulta em um futuro incerto em relação a saúde da criança. A cada dia constata-se o aumento do número de crianças com diabetes e acima do peso. A alimentação pobre em nutrientes, rica em açúcar e demais ingredientes prejudiciais, aliada a falta de prática de exercícios, é uma fórmula perigosa e que precisa ser mudada.

É válido lembrar que, em casos específicos, dependendo da idade da criança, o consumo de doces e guloseimas pode ocorrer em ocasiões isoladas ou festivas. O importante é ensinar desde cedo que alimentos com excesso de açúcar não podem ser consumidos diariamente ou em grande quantidade.

A seguir, listamos 3 passos para você melhorar a alimentação do seu filho ou, simplesmente, inserir melhores práticas a alimentação da criança. Confira.

Passo 1 – Evite os enlatados

Na correria do dia-a-dia, muitas vezes optamos pelos alimentos mais práticos para as refeições da família. Nesta categoria, incluem-se tanto alimentos, quanto bebidas. O risco de consumir alimentos enlatados está nos produtos químicos utilizados.

O principal risco oferecido por este tipo de alimento está no chamado Bisfenol-A, composto químico que está relacionado a vários malefícios a saúde. Tais como: doenças cardíacas, câncer, problemas reprodutivos, problemas comportamentais e até cognitivos. Como você pode ver, é melhor não expor a criança a esta verdadeira bomba.

Há de se dizer que, algumas embalagens são parcialmente mais saudáveis na questão de conservar o alimento, mesmo sendo enlatadas. Enquanto que em algumas temos o Bisfenol-A, em outras tem-se o excesso de sódio, como é o caso dos molhos de tomate enlatados. Você pode até não querer cortar esses alimentos pela praticidade, porém, evitar usá-los com tanta frequência é recomendável.

Passo 2 – Fuja dos embutidos

Como já foi dito, evite o açúcar, mas também tome cuidado com o sal em excesso. Os embutidos são os reis do sal e do sódio também. Estes alimentos incluídos na alimentação infantil podem causar vários malefícios à saúde, tais como pressão alta e a famosa retenção de líquido. Além disso, contribuem para o ganho de peso, favorecendo o desenvolvimento da obesidade, principalmente para crianças em fase de desenvolvimento.

Para garantir a conservação do alimento são usados compostos químicos, sendo um deles o sódio. Estes conservantes do alimento são prejudiciais a saúde e até mesmo cancerígenos. O que se recomenda é que estes alimentos sejam consumidos o mínimo de vezes possível por semana, para adultos. Sendo assim, o consumo por crianças sequer deveria ser feito.

Passo 3 – Inclua os alimentos orgânicos

Imagine poder colocar na sua mesa alimentos livres de agrotóxicos, hormônios ou qualquer outro composto químico. Tudo isso é possível com os alimentos orgânicos. Incluindo estes itens na alimentação infantil, você garante o risco quase nulo de doenças e alergias, que muitas vezes são decorrência da alimentação repleta de produtos químicos.

O grupo de alimentos orgânicos é grande. São alimentos de origem orgânica: verduras, legumes, frutas, hortaliças, cereais, carnes e ovos. Como você pode ver, existe um mundo de possibilidades de alimentos saudáveis para ser consumidos. O consumo destes produtos incentiva a agricultura familiar, a preservação da natureza e, principalmente, uma vida mais saudável.

O único aspecto negativo dos alimentos orgânicos é o preço. Porém, vale lembrar que o conjunto de benefícios para a saúde vale o investimento. O mercado dos orgânicos está crescendo e, com isso, o acesso a estes produtos tende a ser facilitado e o preço reduzido. Porém, fique atento, os alimentos verdadeiramente orgânicos possuem um selo de identificação.

O desenvolvimento saudável e a prevenção de doenças depende de todos. Nós da Carrossel Kids, gostamos de celebrar os momentos da vida, mas também precisamos estar atentos aos cuidados que toda criança precisa.

Conheça a Carrossel Kids. Somos uma casa de festas completa, com decoração e buffet personalizado, atendendo aos mais diversos tipos de cardápio. Saiba mais aqui.

Sobre o autor

carrosselkids

carrosselkids

Deixe um comentário